Este blog pretende contribuir para o desenvolvimento da imprensa popular-democrática no Brasil. Faz parte de um projeto antigo da Editora Manifesto, a empresa que edita a revista mensal Retrato do Brasil. A editora começou suas atividades editoriais em 1998, com um site de acompanhamento dos fatos mais relevantes do dia e uma grande reportagem mensal.

A primeira foi “O muro americano”, uma viagem do repórter Carlos Azevedo publicada em edição conjunta na revista Caros Amigos com fotos de Sebastião Salgado.

Manifesto fez também a revista mensal Reportagem e produziu ainda por quatro meses, em 2007, um suplemento mensal na revista CartaCapital, nos moldes dos especiais da revista britânica The Economist.

Por que um blog? Porque é um passo inicial, mais barato. E porque a tarefa essencial da editora, no momento, é a revista mensal. Por esse mesmo motivo o blog pretende ser também um instrumento de construção da revista.

Ainda sobre a questão dos recursos, uma comparação histórica: o semanário Movimento, do qual alguns dos dirigentes da Editora Manifesto participaram, tinha um orçamento mensal cerca de quatro vezes superior ao nosso. A conjuntura da época era, em certos aspectos, muito menos favorável – Movimento foi submetido a uma censura prévia brutal.

Em outros, era mais favorável: em meados de 1975, quando Movimento surgiu, havia uma grande mobilização popular contra a ditadura e foi possível fazer um semanário. Por estar conectado a várias correntes políticas envolvidas nessa mobilização, Movimento existiu por quase sete anos, mesmo muito perseguido e sem qualquer verba de publicidade graças ao apoio popular que tinha.

Por que dizemos que o nosso projeto visa contribuir “para o desenvolvimento da imprensa popular-democrática”? Acreditamos que toda publicação defende interesses, tem uma posição. E que a imprensa hegemônica no País, em última instância, defende os interesses do grande capital.

Nosso “partido” é outro. Pretendemos nos colocar do lado dos trabalhadores e das camadas médias da sociedade. No mais, somos profissionais: jornalistas, administradores, propagandistas, vendedores. Partimos dos fatos do dia a dia, temos um orçamento, pagamos impostos, estamos no mercado – vendemos anúncios, assinaturas, revistas avulsas, livros para nos sustentar.

O blog pretende ser, ainda, um novo passo, de reinício de um projeto. Quando Manifesto surgiu, em 1997, dirigentes da editora já tinham feito, uma década antes, a tentativa de produzir um jornal diário, também chamado de Retrato do Brasil. A ideia, então, já era aproveitar os novos recursos tornados disponíveis pelas enormes mudanças ocorridas nos meios de comunicação.

Com o blog diário, pretendemos usar esses recursos para construir, com o apoio mais amplo possível, a revista mensal. A ideia é a seguinte: procurar os fatos mais relevantes do dia a dia; com isso, ajudar a produzir e corrigir a pauta da revista, que é feita de antemão, obviamente, mas que vai para os seus leitores no início de cada mês e procura tratar dos temas mais relevantes em andamento. E fazer isso de modo explícito, aberto: de modo que nossos apoiadores possam nos ajudar.

O blog terá, de início, e duas a três postagens diárias. Uma delas, os fatos mais relevantes do dia. Nas outras postagens, trataremos de temas de alcance maior, da pauta da revista mensal.